Conheça a história da Ane, colaboradora que abre sorrisos dentro e fora na Solar

Saiba mais!

O que leva alguém a doar parte do seu tempo, muitas vezes escasso, para abrir sorrisos em rostos desconhecidos? Ou se juntar com outras pessoas formando uma onda do bem que é capaz de se espalhar e até transformar vidas? “Alimentar no coração das pessoas a esperança de que a vida pode ser melhor é o que me motiva”, responde Anelayne Ribeiro de Mendonça, com um brilho no olhar que se destaca por trás dos olhos ainda marejados de emoção. A colaboradora da fábrica de Maracanaú (CE) é a protagonista de uma História Solar pautada de muito amor e solidariedade.

Hoje, Ane (como costuma ser chamada) é analista de planejamento logístico, mas é sem crachá que ela abraça uma das missões mais importantes da sua vida: fazer o bem. Desde cedo, ela seguiu o exemplo da mãe, que realizava trabalhos sociais em comunidades da cidade.

Mas, como a vida é cheia de altos e baixos, ela passou por um problema de saúde e ao se recuperar voltou ainda mais motivada pelo desejo de ajudar. “Comecei a surfar no Titanzinho (comunidade carente de Fortaleza). Sempre que eu ia, me deparava com uma situação bem mais difícil do que costuma ver em outros locais. Então decidi: preciso fazer alguma coisa por essas pessoas!”.

Ane começou a organizar uma festa para o dia das crianças na comunidade. Como uma andorinha só não faz verão, ela engajou sua família e muitos amigos da Solar nessa missão. A partir daí nasceu o grupo “4Risos”, que conta com muitos voluntários da Solar. O grupo tem o objetivo de “fazer o bem ao próximo” e arrecada, durante todo o ano, doações para atender às comunidades carentes de Fortaleza e região metropolitana, além de promover eventos para as crianças em algumas datas comemorativas. “As pessoas querem ajudar, mas muitas vezes não sabem como”, comenta.

Hoje, o grupo que atende crianças de até 12 anos, sempre buscando abrir sorrisos por onde passam!