Água + Acesso: entenda um pouco mais sobre o projeto

Em novembro de 2018, conselheiros da Coca-Cola Brasil chegaram a visitar a estação de tratamento de Tanques

Nascido em março de 2017, o programa Água+Acesso tem o objetivo de ampliar o acesso à água segura e de forma sustentável a comunidades rurais que não têm acesso a água potável. O programa está de marca nova e conta com novo site. Atualmente, 14 organizações têm aliança com o programa, ampliando o acesso à água em mais de 100 comunidades rurais de 8 estados. A marca representa a fluidez e energia da água e desta aliança. Em 2019 Coca-Cola Brasil vai levar água potável a 73 mil pessoas em 190 comunidades rurais.

Conselheiros do Instituto Coca-Cola visitam Tanques (CE) e conhecem de perto melhorias advindas do Água + Acesso

Carregar água em bicicleta, tambor, na cabeça era preciso pra ter água pra beber, a gente sofria muito”. O depoimento padecido é de Hosana dos Santos Nascimento, merendeira no distrito de Tanques, localizado no município de Maranguape, interior do Ceará. Ele foi concedido em visita de conselheiros e membros do Instituto Coca-Cola Brasil e da Solar Coca-Cola a localidade, no último dia 7 de novembro.

A realidade de tantas famílias, antes do investimento da Água + Acesso, podia ser relatada da mesma forma que Hosana falou, no entanto, mudou. Agora, a merendeira conta que “temos água de qualidade, tratada;  pra cozinhar, beber e a gente só tem a agradecer”.

Entenda porque Hosana tem água de qualidade

No início dos anos 2000, a comunidade de Tanques recebeu um sistema de abastecimento de água através da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e do munícipio, entretanto, a água não era tratada e nem todos a recebiam. Orientados pela Cagece - Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará, a comunidade passou a ser gerida pela Organização Não Governamental (ONG) chamada Sisar (Sistema de Saneamento Rural Cearense).

Ao chegar lá, o Sisar constatou que a estação de tratamento não era adequada para tratar e colocar a água dentro dos padrões. Foi quando surgiu uma parceria que mudou a vida de mais de 400 famílias. O Instituto Coca-Cola, através do Água + Acesso, fez um investimento complementar na região, comprando uma Estação de Tratamento d’água compacta de ultra filtração. A água passou a ser potável, e chega, todo dia e toda hora, em todas as casas da região com excelente qualidade.

A água hoje é extraordinária, isso impacta não somente no nosso serviço, como também na qualidade de vida da comunidade, que aumentou e se desenvolveu”, explicou orgulhoso Helder Cortez, diretor da Cagece.

Impressões de quem viu de perto

 Os conselheiros do Instituto Coca-Cola puderam ouvir os depoimentos e conhecer de perto a estação de tratamento e as transformações na comunidade. Dentre as impressões com a realidade vivida, houve surpresas, e, principalmente, ufania de ter um projeto grandioso dentro de casa.

Por um lado, a gente fica surpreso como uma questão tão básica como essa ainda não está solucionada numa região próxima da capital; mas muito interessante o arranjo que está sendo feito, o engajamento das pessoas. Gostei da iniciativa da Coca-Cola de contribuir para trazer inovações para melhorar os sistemas. A água é uma questão fundamental e esse é um programa é essencial”, contou a impressão a conselheira do Instituto Coca-Cola (ICCB) Brasil Vivianne Naigeborin.

O vice-presidente financeiro da Coca-Cola Brasil e conselheiro do ICCB – Instituto Coca-Cola Brasil, Alexandre Fernandes, apreciou a ida e explicou que experenciar na prática foi importante para que a contribuição seja mais assertiva. “Foi a primeira vez que fui em campo ver o que representa as ações, e foi bom ver como isso se aplica na prática, ouvir das pessoas impactadas. Fiquei feliz de escutar como a qualidade de vida melhorou e a importância do acesso a água. Acredito na importância de visitas continuadas, pois sabendo como é na prática, podemos contribuir mais”, disse.

A mesma reflexão de Alexandre foi também a da presidente do ICCB, Daniela Redondo. De acordo com ela, uma visita como essa “ajuda a trazer pra realidade o que a Coca-Cola faz. A gente articula inovações para atender este público que está situado onde o poder público tem dificuldade de chegar. A gente trabalha em investimentos, faz um trabalho complexo e somente quando pomos o pé na realidade, quando conversamos com as pessoas impactadas, ouvimos histórias, é quando faz sentido toda a nossa estratégia”.